Usado da Vez: Chevrolet Meriva

meriva

Depois das minivans médias, vieram as minivans compactas, e a primeira a desbravar esse nicho foi a Chevrolet Meriva. Eles viram que o segmento de minivans tinha futuro no Brasil, depois de verem o sucesso da Scénic e da Zafira.

A Meriva chegou às lojas em agosto de 2002. O seu design ainda é atual, mas sua irmã europeia já sofreu uma boa reestilização, apesar de só na dianteira. A plataforma utilizada é a mesma da do Corsa, tal qual o motor 1.8 8V que, aliás, é compartilhado com vários modelos da Fiat, inclusive com sua rival direta, a Fiat Idea. Além do oito válvulas, havia o motor 1.8 16V, com 122 cavalos, mas essa motorização saiu de linha em 2004. Em 2005, o 1.8 ficou mais potente, com 112/114 cavalos, e em meados de 2008, vieram as versões 1.4 Flex, mais baratas e econômicas, de 99/105 cavalos.

Nos modelos mais antigos, é fácil encontrar um exemplar sem ar-condicionado. Ao achar um, evite. Pois é o caso daquele clichê: duas felicidades – uma na hora da compra, outra na hora da venda. O consumidor desse tipo de carro não dispensa um clima refrescante dentro do carro, e vender uma Meriva só com ventilador e ar quente será tarefa árdua. Além de ter de aguentar um calor dos infernos, enquanto leva o carro para o garagista.

O espaço interno é o maior da categoria, e o sistema FlexSpace permite um arranjo versátil dos bancos traseiros, aproveitando-se melhor o habitáculo. Em contrapartida, é raro encontrar uma Meriva com tal sistema, pois ele custa 7400 reais, conjugado a outros itens opcionais. O acabamento interno é apenas razoável, com plásticos medianos e peças um pouco desalinhadas. Suas rivais são melhores nesse aspecto, principalmente o Honda Fit.

meriva-2009-interior

O consumo é alto, mormente rodando na cidade, com álcool. Donos relatam médias de 6,5 km/l. Mecanicamente, a Meriva é um carro resistente, em razão de seu motor robusto e fácil de consertar. O mesmo não se pode dizer do acabamento, que, com o tempo, passa a ser ruidoso.

Se seu filho ganhou um(a) irmãozinho(a), talvez esteja na hora de trocar de carro. E, se a verba anda um pouco curta, uma Meriva seminova é uma boa opção para a saída do mundo dos populares, e para a entrada no mundo dos carros familiares.

Preços: de R$ 29.000,00 a R$ 67.400,00

Consulte preços detalhados em www.quatrorodas.com.br ou em www.fipe.org.br

Fique de Olho:

Direção hidráulica: é comum carros apresentarem folga na mangueira de retorno do fluido do sistema hidráulico da direção. Por essa razão, veja se, ao esterçar o volante com o carro parado, há ruídos estranhos.

Ar-condicionado: verifique se o ar-condicionado está resfriando legal. Defeitos na tubulação de alumínio deixa o gás refrigerador vazar, o que faz com que a temperatura demore a baixar.

Vidros elétricos: o motor dos vidros elétricos é de plástico e quebra fácil. Muitos donos desleixados apenas o consertam, ao invés de trocá-lo.

Pontos de solda: ao fazer o test-drive, ouça com atenção e procure por estalos da parte traseira da cabine. Isso ocorre devido a pontos de solda do teto soltos.

Ruídos internos: uma completa sinfonia pode estar escondida na Meriva. Tocam na orquestra os plásticos do acabamento, a tampa do porta-malas solta, os vidros que dançam nos trilhos quando entreabertos e o ar-condicionado que, num tom de barítono, canta em marcha-lenta.

Referências: Revista Quatro Rodas – Maio/2008

Anúncios
Comments
3 Responses to “Usado da Vez: Chevrolet Meriva”
  1. genesildo naves silva disse:

    nunca compre uma meriva com cambio automatizado, quando da defeito o reparo custa quase 5000 mil reais. tive que mudar a minha para cambio manual. na minha cidade todos os meus colegas tiveram problemas serios com o automatizado.

  2. matheus simo disse:

    meu pai compro uma meriva 2009 ela ta zera ainda o es dono não usava ela então meu pai compro ela é linda por dentro ela é igual a assa por dentro também ela não tem nem um arranhadinho .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  • Licença Creative Commons